Simulador de vendas da PagPop

Se você é um microempreendedor, pode ser que nunca tenha recebido pagamentos com cartão de crédito. Afinal de contas, só o custo do aluguel das máquinas de cartão já assusta quem trabalha por conta própria. Com a PagPop, no entanto, isso mudou. Basta um telefone ou computador com internet para aceitar cartão de crédito onde quer que vá. Se você já é cliente, sabe do que estamos falando. Mesmo assim, pode ser que ainda não esteja familiarizado com o sistema e as taxas que todas as administradoras do mundo cobram pelo serviço.

Se esse for o seu caso, você precisa conhecer o Simulador de Vendas da PagPop. Trata-se de uma ferramenta que pode ser acessada diretamente no site da PagPop. Ele é muito útil, pois calcula automaticamente quanto de um determinado pagamento vai para o empreendedor e quanto corresponde às taxas de administração. Desse modo, você vai poder calcular melhor o preço final da sua mercadoria ou serviço. O simulador ainda mostra do lado quando o valor será depositado na sua conta e o valor das taxas cobradas de acordo com o seu plano.

Por isso, se você ainda não é cliente da PagPop, faça seu cadastro agora mesmo e aproveite a comodidade de não precisar nem fazer contas para receber pagamentos com cartão. Depois, não deixe de ler também nosso post Como definir o preço do seu produto ou serviço.

simulador de vendas da PagPop

Como definir o preço do seu produto ou serviço

Foi-se o tempo que para ganhar dinheiro na prestação de serviços bastava colocar um preço parecido com o dos concorrentes e, no comércio, vender por um tanto a mais do que se pagou pela mercadoria. Hoje em dia a concorrência é muito grande, e é preciso levar em conta vários fatores na hora de colocar seu preço. É por isso que muitos empreendedores olham para suas contas bancárias e não entendem por que todo aquele dinheiro parece ir embora misteriosamente. Segundo a consultora Rieva Lesonskiy, em artigo para um dos mais respeitados sites de empreendedorismo dos Estados Unidos, o AllBusiness, um dos erros mais comuns – e perigosos – é baixar os preços para conseguir mais clientes. Confira o passo a passo que ela sugeriu para que você não se engane na hora de estipular o preço de um produto ou serviço.

Custos

O custo de uma mercadoria não é o preço que você pagou por ele. Existem vários fatores dos quais nem todo mundo se lembra. Se você costura para fora, por exemplo, precisa levar em consideração desde a conta de luz e o desgaste da máquina até a cadeira em que você se senta para trabalhar (um dia você vai precisar trocá-la). Esse dinheiro tem que estar incluído no preço do produto e ser reservado. Se você revende roupas, é a mesma coisa. Você pode não gastar com luz, porque trabalha na rua, mas tem que incluir no preço de venda desde o gasto com sapatos, se anda muito, até condução, gasolina, pneus e seguros.

Despesas administrativas

Despesas administrativas são aquelas que você tem mesmo que não venda nada ou não consiga nenhum cliente o mês inteiro. Se você é cabeleireira e aluga um pequeno salão, por exemplo, precisa pôr na ponta do lápis os gastos com telefone, internet, que são coisas usadas no trabalho, além do aluguel e sua própria remuneração, que no caso de empreendedores é chamado de pró-labore. Afinal, mesmo sem clientes, você come todos os dias e está lá à disposição esperando os clientes. Some, então, esses valores com o resultado do item acima.

Lucro

Depois de você ter anotado e somado todos os custos e despesas administrativas, chegou a hora de calcular o lucro. Pegue o resultado da soma do item 2 acima e divida pelo número de unidades da mercadoria que você vende. O resultado é o custo de cada peça, se você costura. Se for manicure, por exemplo, divida a soma de tudo (esmalte, algodão, luz, etc.) pelo número de mãos e pés que você faz no mês. O resultado é o custo do seu serviço. O preço que você colocar a mais é o seu lucro. Se você está cobrando menos, está tendo prejuízo e você só vai perceber isso lá na frente, quando for tarde demais, quando não tiver dinheiro para comprar um secador novo, consertar a máquina de costura ou não conseguir mais pagar a internet.

Mas isso é o básico para você não errar. É preciso ver também:

O preço da concorrência

Se outras pessoas estiverem cobrando menos, das duas uma: ou você está errando em algo ou eles estão tendo mais prejuízo que você. Por isso, tente descobrir como eles conseguem fazer isso. A qualidade é inferior ou superior? Eles conseguem negociar preços menores com os mesmos fornecedores? Aquele que vende por menos gasta menos com aluguel? O atendimento dele é melhor? Em outras palavras, seu preço deve ser competitivo e, para reduzir preços, você pode precisar reduzir seus custos e despesas. Veja, então, onde e como pode cortar gastos.

O dinheiro do consumidor

O seu preço ideal, mesmo assim, pode ser caro para o consumidor. Analise a reação dos clientes. Se muitos ficarem em dúvida, é porque não estão achando que seu produto ou serviço vale o quanto você pede por ele. Nesse caso, é preciso fazer ajustes, como melhorar o atendimento ou a qualidade.

 Como definir o preço do seu produto ou serviço

Uma grande vantagem para você pode ser passar a aceitar cartões de crédito pela PagPop. Basta um smartphone (ou um computador ou telefone comum) para dar esse benefício ao seu cliente, à vista ou até em 12 parcelas.

Conheça a PagPop nas mídias sociais

Você já conhece o serviço da PagPop e também já conhece o site e este blog. Por isso, sabe que a empresa criou a forma mais segura, prática, fácil e acessível para você poder receber pagamentos via cartões de crédito, onde você estiver, nas suas mãos, em seu smartphone. Você também já deve ter reparado que a PagPop se preocupa com o crescimento e fortalecimento do seu negócio, disponibilizando neste blog reportagens com dicas úteis para o seu sucesso. Conheça agora outros canais de relacionamento da empresa com seus clientes.

Siga a PagPop no Facebook

A página do Facebook é voltada para qualquer pessoa que venda um produto e/ou ofereça algum serviço. Clique no link abaixo e veja mais dicas para crescer nos negócios e acompanhe os depoimentos de pessoas já aderiram à PagPop como meio de receber seus pagamentos.

https://www.facebook.com/PagPop

Assista à PagPop no Vimeo

No nosso canal no Vimeo, você assiste a vídeos explicativos de como a PagPop funciona ou sobre de que forma utilizar os seus serviços, como passar o cartão de crédito no aparelho celular e se cadastrar no site. Clique agora e veja.

http://vimeo.com/search?q=pagpop

Com esses outros dois canais você pode enriquecer ainda mais o seu conhecimento sobre o mundo do empreendedorismo. Siga a PagPop já.

PagPop nas mídas sociais

Cinco negócios criativos e lucrativos

Em um mundo cada vez mais competitivo, é difícil para qualquer empreendedor oferecer ao seu cliente um diferencial que o faça se destacar entre os concorrentes. Não é à toa, por isso mesmo, que quanto mais criativa uma ideia – e boa, é claro –, mais chances de ela ser lucrativa. Da sofisticação tecnológica do celular à simplicidade genial do delivery, fazer algo diferente dos outros pode ser o caminho mais curto para o sucesso. Independentemente da sua profissão, você também pode usar a criatividade para complementar a sua renda, aproveitando o seu conhecimento e experiência no que já faz. O site da revista Exame publicou uma reportagem com exemplos de negócios criativos em que pouca gente apostaria e que podem ajudar você a ter uma inspiração – e faturar mais. Confira cinco delas:

Meia sem par

Se alguém falasse para você que pretendia abrir uma fábrica de meias sem par, você ia dar risada, não ia? Pois o dono da norte-americana Little Miss Mismatched está rindo à toa até agora com a ideia, só de ver o seu faturamento de 40 milhões de dólares por ano. Ele vende o pé separado para que cada pessoa “combine” com o que quiser. Com desenhos coloridos, seu público principal são meninas adolescentes. Se você é costureira ou vende roupas, por exemplo, pode oferecer a seus clientes que gostam de coisas diferentes qualquer coisa que se vende em par, seja pijamas, luvas, biquínis ou até mesmo cortinas.

Sandálias “recicladas”

Sandálias Havaianas e suas similares fazem muito sucesso para quem as vende customizadas. A empresa Lindsay Phillips foi além e comercializa tiras avulsas também. As clientes gostam da possibilidade de “reciclar” a aparência dos pés gastando menos dinheiro do que se fossem comprar uma sandália nova. Você pode fazer o mesmo e também com outros artigos, como botões para roupas e cadarços para tênis, por exemplo. Use sua criatividade.

Cocô de cachorro

Quem diria que cocô de cachorro e de gato poderia dar dinheiro. É assim que Doody Calls tem dezenas de filiais nos Estados Unidos. O serviço que a empresa presta é ir todo dia à casa das pessoas e condomínios para limpar a sujeira dos animais de estimação, seja na calçada, no quintal ou mesmo em apartamentos. Eles cobram o equivalente a 25 reais por semana pelo trabalho. Quem presta serviços domésticos e está acostumado a fazer coisas que muita gente não tem tempo de fazer, é uma oportunidade extra. O cliente pode não precisar de uma diarista, mas se tiver cães pode querer pagar para passear com o bichinho de estimação e ainda comprar sacos plásticos, desinfetantes e pequenos produtos para pets que não se encontram em todo lugar.

Propaganda em camiseta

Você já reparou que muitas vezes a gente usa camisetas com propagandas de empresas – e não ganha nada com isso? Pelo contrário, pagamos pela camiseta. O norte-americano Jason Sadler resolveu mudar essa regra e, em 2009, começou cobrando 1 dólar por dia de quem quisesse colocar a marca de sua empresa nas camisetas que ele vendia. Hoje ele chega a cobrar mil dólares por dia. O que ele faz para cobrar tanto é contar com uma equipe de colaboradores que coloca nas redes sociais, como o Facebook, fotos e vídeos criativos com pessoas vestindo as camisetas, que vão sendo compartilhadas nos murais de milhares de pessoas. Se você tem facilidade com a redes sociais, pode fazer coisas semelhantes para aumentar sua renda, oferecendo divulgação de empresas do bairro, por exemplo, como um mercado ou açougue.

Fotos para Facebook

A câmara fotográfica está presente em todos os celulares hoje em dia. Por isso,

as pessoas quase não recorrem mais a um profissional. Mas o norte-americano Noah Wolf, fotógrafo profissional, resolveu apostar nesse serviço. E está dando certo. Ele cobra o equivalente a 180 reais por uma foto de alta qualidade para perfis no Facebook. Esse é um exemplo de que nem tudo que parece não interessar mais ninguém não tem mais chance no mercado. Tricô, crochê, costura, alfaiataria e sapataria são artes, assim como a fotografia, que ainda têm espaço. Você só precisa encontrar quem está disposto a pagar um pouco mais por algo de qualidade e pensar em algo diferente das grandes empresas.

 

Cinco negócios criativos e lucrativos

 

Você não precisa, é claro, mudar de profissão e fazer o que esses empreendedores fizeram. Mas a PagPop, com esses exemplos, quer estimular você a acreditar na sua criatividade. Foi o que fizemos ao apostar em um aplicativo para passar cartões de crédito em um celular, que hoje faz o maior sucesso.

Dicas para você lidar melhor com atrasos

Você já deve ter passado por uma situação assim: um cliente aparece com um pedido enorme – seja mercadoria ou serviço – em um prazo minúsculo. Você sabe que é praticamente impossível dar conta de tudo em tão pouco tempo. O certo seria recusar. Mas como não aceitar aquele trabalho? Você não quer perder dinheiro então, você aceita. É nessa hora que os problemas começam. Em vez de encontrar um meio de fazer o problema desaparecer, muitos empreendedores gastam a mesma energia para justificar o atraso e inventar desculpas. Não faça isso. Seja um daqueles que gasta a energia para resolver a questão. O blog Saia do Lugar publicou sete dicas para ajudar você a lidar com prazos estourados.

Dicas para você lidar melhor com atrasos

Para não atrasar mais:

1 – Antes de qualquer coisa, você precisa ter em mente que nos negócios atrasos não são algo a ser aceito como uma coisa natural. Eles só devem acontecer quando realmente existe um motivo plausível, forte e verdadeiro. Nunca o atraso pode acontecer por descuido, descaso ou por falta de planejamento ou organização da sua parte.

2 – Para conseguir um eventual adiamento de prazos com um cliente, é preciso que antes você crie com ele um acordo de cumprimento no prazos de um entrega. Se, por exemplo, você faz doces e salgados para festas, o cliente precisa concordar que ele não pode ficar pedindo mudanças no meio do caminho. Essa exigência vai ajudar você na hora de negociar e de, eventualmente, atrasar.

3 – O primeiro passo que você pode dar para não estourar um prazo é montar um bom planejamento. Como um roteiro, ele vai nortear e ajudar a você não se perder nas longas jornadas de trabalho. E se mesmo com todo esse cuidado, você precisar de uma elasticidade nos prazos, esse projeto pode ser um bom argumento para convencer o cliente da necessidade de mais tempo. Se você faz roupas sob encomenda, por exemplo, é importante que você tenha anotado quanto tempo leva em cada etapa do trabalho, como fazer o molde, cortar o tecido, e costurar. Com isso, é possível calcular o tempo real de cada tarefa e mostrar para o cliente que precisa de mais tempo.

4 – Use a cabeça e trabalhe sempre com prazos realistas. Isso é fundamental e nunca deve ser omitido do cliente. Quando você decidir ceder a expectativas irreais do cliente, deixe claro quais seriam as datas ideais. Avise que vai tentar, mas que pode atrasar, informando qual seria o prazo ideal.

5 – Quando for fazer negociar um novo prazo, é necessário prestar atenção nessa segunda programação e apresentar tudo ao cliente. Ele não pode ficar com a sensação de insegurança de que tudo possa atrasar de novo.

6 – Se você for organizado sempre e cumprir prazos, você também poderá cobrar isso dos seus clientes. A organização torna, além do mais, sua empresa mais lucrativa.

7 – Mantenha a calma se algo der errado. Atrasos acontecem, mas não podem virar uma coisa normal. Lembre-se de que seu atraso com um cliente vai fazer com que ele também não cumpra prazos com os dele, como pagamento. Por isso, ele vai ficar estressado, e é preciso ter compreensão.

Aceitar pagamentos com cartão de crédito pela PagPop uma coisa é garantida: o seu pagamento não atrasará.

Como usar o leitor de cartões da PagPop

Como você já sabe, a PagPop funciona através de três canais diferentes: via smartphones ou tablets (usando o aplicativo e o leitor de cartões), via internet (pelo site da PagPop), ou por meio de qualquer telefone fixo ou celular comum. Já sabe também que usar a PagPop é a maneira mais segura e fácil de receber pagamentos com cartões de crédito. Mas você já sabe como usar o seu leitor de cartões? É simples. Em apenas três passos o pagamento é realizado. Confira:

1 – Encaixe o leitor de cartões, com o lado escrito PagPop para cima, na entrada do fone de ouvido do seu smartphone, até escutar um ‘clique’. Com o aplicativo aberto, a mensagem de reconhecimento do leitor ou a frase que diz “passe cartão para pagar” devem aparecer.

2 – Vire o cartão do seu cliente de forma que os números fiquem virados para você e de cabeça para baixo. Assim, a tarja magnética, atrás do cartão, estará na parte de baixo e de maneira correta para passar no leitor de cartões da PagPop.

3 – Use uma mão para segurar o aparelho, de modo que seu dedo indicador dê apoio e firmeza para o leitor da PagPop. Com a outra mão, passe o cartão de forma rápida, firme e consistente até o final.

Como usar o leitor de cartões da PagPop

Pronto! Agora, é só aguardar o aviso na tela para saber se a transação foi aceita. Se tiver que passar o cartão novamente, realize o mesmo procedimento, com a mesma velocidade.

Se você já é cliente PagPop, sabe que é genial a ideia de poder passar um cartão de crédito num aparelho celular.  E ainda mais de um jeito tão fácil. Por isso, se você ainda não é cliente PagPop, clique aqui agora, faça seu cadastro e comece ainda hoje a aceitar pagamentos com essa tecnologia simples e segura.

Melhore sua comunicação corporal

Você sabia que a maior parte da comunicação entre duas pessoas não é feita com palavras, mas com a chamada linguagem corporal? De autoria do psicólogo francês Pierre Weil, o livro O Corpo fala mostra que nossos gestos revelam melhor os sentimentos verdadeiros do que as palavras e que todo mundo compreende, ainda que inconscientemente, o que o nosso corpo conta. Toda pessoa que trabalha com o público precisa ficar atento à comunicação corporal para não transmitir ao cliente uma mensagem errada e deixar de vender um produto ou prestar um serviço por causa disso. Por isso, confira seis dicas para melhorar sua linguagem corporal nos negócios compartilhadas pelo especialista norte-americano Carmine Gallo, na Bloomberg Busineweek.

Faça contato visual

Olhe nos olhos do cliente de 80% a 90% de todo o tempo que estiver de frente para ele. Além de aproximar as pessoas, o olhar cria uma forte impressão de que você acredita no que está falando e que você é uma pessoa segura de si. Desviar o olhar no meio de uma conversa passa a sensação de que o que está sendo dito pode não ser verdade.

Cuidado com os tiques

Quantas vezes você já não ficou irritado com alguém que conversa batendo o pé, mexendo no cabelo ou rabiscando uma folha de papel? Pois acontece a mesma coisa com seu cliente. Quando as pessoas fazem isso, passam a mensagem – verdadeira – de que estão um pouco tensas ou nervosas. E você não convence ninguém a comprar um produto ou serviço se parecer inseguro.

Incline-se para a frente

Se você falar com alguém sentado em uma cadeira ou sofá, não encoste para trás. Isso demonstra para quem vê que você está desinteressado ou cansado. Incline-se só um pouquinho para a frente, e a mensagem vai ser muito melhor. Se estiver em frente a uma mesa, deixe que a outra pessoa veja suas mãos, mas longe o suficiente para respeitar o espaço do outro. Se estiver de pé, procure manter as mãos acima da linha da cintura, mas não cruze os braços.

Use as mãos adequadamente

Já reparou que as pessoas, quando estão muito bravas numa discussão, abrem os braços enquanto brigam? Não é consciente, claro, mas o gesto passa a impressão de que elas são maiores e mais fortes. Por isso, use as mãos quando falar com as outras pessoas – mas nada de tocá-las. Você deve gesticular enquanto fala – mas cuidado para não exagerar, a fim de não dar a sensação de estar descontrolado. Use os gestos mais para reforçar as partes mais importantes do que você estiver falando.

Tenha uma postura aberta

Preste atenção para não ficar com os braços ou pernas cruzadas enquanto conversa. Isso significa uma atitude defensiva, dando a impressão de que você não quer aproximação, o que nos negócios pode ser ruim.

Seja um bom ouvinte

Demonstre interesse no que seu cliente tem a dizer. Tente se interessar de verdade. Sorria, mantenha o contato visual e faça coisas que mostrem isso, como mover a cabeça ou fazer um comentário curto como um “eu entendo”.

melhore sua comunicação corporal

Gostou das dicas? Aqui na PagPop queremos ajudar a você a vender cada vez mais e melhor. Por isso, coloque em prática essas recomendações de linguagem corporal – e conheça nosso aplicativo clicando aqui.

6 plataformas que todo empreendedor deve conhecer

Todo mundo conhece e tem uma conta no Facebook. E você não deve ser exceção. Afinal, é uma ferramenta ótima para relações sociais e também profissionais. Além do mais, a internet é uma das maiores invenções da história e, hoje em dia, é impossível estar fora dela. E se você é um empreendedor, saiba que existem outras plataformas úteis para quem tem um negócio. Por menor que seja o tamanho da sua empresa, se você quiser crescer, é importante conhecer e utilizar o máximo possível os recursos da Web. Atualmente existem inúmeras opções gratuitas disponíveis, que você encontra com facilidade no seu smartphone, seja Android ou iPhone. Confira meia dúzia delas:

 6 plataformas que todo empreendedor deve conhecer

Mailchimp

É uma das plataformas de envio de e-mail marketing mais eficazes do mundo. Em apenas 20 minutos qualquer pessoa com conhecimento básico de internet pode criar e enviar uma campanha de dentro do próprio site. Ele é simples e rápido e o resultado fica profissional. Você pode fazer, por exemplo, um catálogo dos seus produtos e serviços ou promoções e divulgação com uma bela aparência, apenas arrastando e soltando. Além disso, o Mailchimp permite 12.000 disparos de e-mail por mês de forma gratuita.

http://mailchimp.com/

Dropbox

É um serviço para armazenamento de arquivos. Ele é baseado no conceito de “computação em nuvem” – ou seja, os seus arquivos ficam guardados em um servidor na internet para que possa acessá-los de qualquer lugar. Em outras palavras, pode dispensar o pen drive porque seus arquivos estarão onde você estiver – até mesmo no Android do seu celular. Ele é particularmente útil se você acessa a internet de lugares diferentes, seja numa lan house ou no computador de um amigo. Você só precisa fazer o registro no site uma vez. Depois, basta nome de usuário e senha para entrar de qualquer lugar.

https://www.dropbox.com/

Skype

É um “software” que permite que você converse com o mundo inteiro por chamadas de vídeo e voz, além de mensagens em chat e compartilhamentos de arquivo. É possível usar o Skype pelo celular, computador e pela televisão. O Skype é fácil de usar, e o download é grátis. Com uma chamada de vídeo, você pode, por exemplo, dar uma amostra do seu produto ou serviço, seja uma peça de roupa ou um corte de cabelo – sem contar que se seu cliente tiver o Skype no celular vocês podem conversar gratuitamente, sem gastar créditos.

http://www.skype.com

SlideShare

Trata-se de uma plataforma para baixar e criar apresentações em slides no formato PowerPoint – sem que você precise ter o programa instalado no computador. Com ele, o empreendedor pode fazer uma apresentação profissional do seu trabalho ou até mesmo um catálogo on-line.

http://www.slideshare.net/

PagPop

É um aplicativo que permite que você receba pagamentos com cartões de crédito diretamente no seu celular, sem necessidade da conhecida maquinha. Basta baixar o aplicativo e se cadastrar no site. É fácil e simples de mexer, além de ser bom e seguro.

https://www.pagpop.com.br/

Papel da PagPop é de inclusão social e comercial

A PagPop nasceu em Ribeirão Preto, e a ideia de criar um meio de pagamento por cartão de crédito via celular deu tão certo que ela está se espalhando pelo país inteiro. A empresa se orgulha de oferecer a possibilidade de aceite de cartões de crédito para pessoas físicas, que antes não podiam aceitar pagamentos em cartões de seus clientes. Com esta democratização, inúmeros profissionais autônomos, de cabeleireiras a taxistas, agora têm a possibilidade de oferecer a seus clientes a mesma comodidade de pagamentos que empresas de maior porte.

Quem trabalha na PagPop conta com essa motivação no seu trabalho, como o representante Carlos Mota, que atua no Nordeste. Veja o que ele tem a dizer.

De onde o senhor é?

De Salvador, Bahia

Como conheceu e por que escolheu a PagPop?

Conheci através de um amigo que já trabalhava com a VitalCred [a empresa que precedeu a PagPop] e escolhi na época por ser uma empresa inovadora

ao perceber que o mercado estava precisando de uma solução desse nível.

 

Em qual região atua?

Hoje atuo em quase todo Nordeste com uma equipe de representantes.

Como começou a trabalhar com a PagPop?

Comecei na época que se chamava VitalCred. Estou até hoje e muito feliz.

O que faz para representar a empresa?

Trabalho com muita seriedade e muito comprometimento. Sempre ofereço o que a empresa me oferece.

Como apresenta a PagPop aos clientes?

Apresento como uma empresa de meios de pagamentos, com mais de seis anos no mercado e voltada ao comprometimento de atender sempre bem os seus clientes.

Como vê o futuro da empresa?

Vejo com muito otimismo, me orgulho de fazer parte desse time vencedor e que sempre está à frente no mercado.

Qual é, na sua opinião, o papel da PagPop na área de meios de pagamentos?

Costumo dizer que o papel da PagPop é de inclusão social e comercial dos vendedores autônomos de todo o Brasil, como sacoleiras, consultores de cosméticos e taxistas.

Está satisfeito com os resultados da PagPop?

Muito satisfeito, e sempre trabalhando para alcançar as novas metas da empresa.

Como o senhor define sua relação com a empresa?

Confiança. Essa é a relação que tenho com a empresa de

sde o primeiro dia que comecei a trabalhar nela. A PagPop tem uma estrutura que atende toda as necessidades do seu cliente e parceiros, e esse é um dos nossos grandes diferenciais, além da tecnologia, outro diferencial, que nos permite estar sempre à frente.

Papel da PagPop

 

Aplicativos para controlar suas finanças

A PagPop dá dicas de 6 aplicativos que ajudam você a controlar suas finanças.

Quando se fala em controlar finanças tem gente que desiste só de pensar. O que vem à cabeça é um monte de papel, contas, tabelas, planilhas, entre outras coisas desmotivadoras, não é? Só que todo empreendedor precisa enfrentar esse desafio se quiser lucrar e crescer. O bom é que com a evolução da tecnologia e a chegada dos smartphones, é possível fazer o seu fluxo de caixa e controlar suas contas todo dia. Mais do que diários de contas, esses aplicativos ajudam a você organizar melhor o seu dinheiro. Assim, no fim de cada mês, vai ficar mais fácil analisar o que pode ser melhorado. O Mundo de Mulher, da Editora Abril, fez uma seleção de aplicativos grátis de finanças, para Android e iPhone. Escolha um para você.

aplicativos para controlar finanças

Meu Dinheiro (iOS)

Esse aplicativo você pode usar para uso pessoal, familiar e até para pequenas empresas. No aplicativo, você tem controle de orçamento, contas a pagar e a receber, fluxo de caixa, metas, entre outras ferramentas. São enviados lembretes diretamente ao seu e-mail.

Controle Financeiro (Android)

É possível criar contas separadas no mesmo aplicativo: uma pessoal e outra para a sua empresa. O destaque é que você pode visualizar o resumo dos gastos por meio de categorias ou utilizando filtros.

Orçamento Inteligente (iOS)

Esse aplicativo tem ferramentas muito fáceis de usar e um visual bonito. Além disso, permite sincronizar o aplicativo em vários aparelhos. Ou seja, a família toda pode atualizar diferentes gastos em uma planilha só. Nele, você consegue programar transações. O aplicativo vai lembrar o dia do vencimento de uma conta três dias antes, por exemplo.

Finanças Pessoais (Android)

Esse aplicativo administra o que você ganha e permite a separação dos gastos por categorias com cores diferentes. O visual é bem simples de mexer. Ele também envia notificações por e-mail sobre vencimento de faturas.

Minhas Economias (Android/iOS) 

Tudo o que você gastar e o que ganhar vai ficar organizado numa planilha. Esse aplicativo também gerencia as suas economias. Você decide a meta de quanto precisa, o aplicativo calcula e você pode registrar essa meta na opção ‘Minhas Economias’. Com ele é possível verificar o saldo da sua conta e cadastrar lembretes para não esquecer pagamentos.

PagPop (Android /iOS) 

É um aplicativo pelo qual você pode receber pagamentos a crédito. Basta baixar o aplicativo e se cadastrar no site. É fácil e simples de mexer, além de ser bom e seguro.

 

A PagPop ajuda você a trabalhar, aceitando cartões e colaborando com o seu negócio.